Degustação: Café Kenya – Starbucks

Convenhamos, um bom cheiro de café logo cedo, pode mudar seu humor, né?

Se tem uma coisa que sou (viciada) apaixonada, é por café! E sendo assim, sempre que posso tomo um bom café. E mais que um bom café, adoro experimentar as variações de grãos e sabores que podemos encontrar.

Uma bela tarde por um Starbucks perdido em SP (Na verdade, no Starbucks do Shopping Eldorado ♥) decidimos ver como é o processo de degustação que a Starbucks oferece!
A degustação é free, grátis, na faixa! Sim, café grátis na Starbucks!
As degustações (na loja do Eldorado, pelo menos ) ocorrem às 16h, e para participar, basta conversar com um dos baristas e manifestar seu interesse.
No horário marcado, eles iniciam o processo de apresentação do time e do café do dia. Os baristas que fazem as apresentações tem ‘graduação’ em café, eles conhecem sabores, aromas, grãos e modo de preparo.

DSC_0953

DSC_0943

O café é moído na hora, e preparado na prensa francesa.
O preparo com uma prensa francesa, preserva os óleos naturais do café que o filtro de papel absorve, e extrai o sabor do café por inteiro, proporcionando uma consistência mais densa.

DSC_0947_2

Fiz a degustação do café Kenya.
O Kenya é um café de torra média (nem tão amargo, nem tão suave). E ele é considerado um café cítrico, que no meu paladar remeteu a 2 ‘sabores’: a casca da laranja e um sabor terrado (♪ cheiro de terra molhada ♫). Ah, e por ter esse toque cítrico, dizem os baristas que ele é um bom café para se tomar gelado!
As etapas de apresentação e degustação, são acompanhadas também de harmonização de alguns itens do cardápio do Starbucks.
E para a harmonização o time escolheu: suco de laranja e bolo de laranja com cobertura de chocolate.

DSC_0944

Se engana quem pensa que você simplesmente senta e toma o café comendo e bebendo as harmonizações… O time da Starbucks senta, apresenta o café e as principais características, e te ensina 3 passos super legais para de fato degustar um café (OBS: degustação engloba entender as características e sabores do café, por isso é feita sem açúcar!) :

1° Características no cheiro: para começar a identificar características do café, antes de prova-lo você deve senti-lo. Para inciar, você deve fazer uma ‘cabaninha’ em sua xícara, deixando somente um dos lados aberto para que o cheio saia. Esvazie os pulmões longe da xícara, e volte a inspirar na cabaninha, sentindo os aromas do café. Nesta etapa, algumas características do café já poderão ser identificadas.

2° Sucção do café: Sabe aquela coisa de fazer biquinho e sugar, fazendo barulho? Pois é, por mais estranho que seja, ela faz parte da degustação. Essa sucção faz com que, além do aroma, seja ingerido o líquido em pequena porção, fazendo com que as glândulas do paladar sejam aguçadas, e o sabor se torne mais claro.

3° Identificação de sabores e Harmonizações: Neste momento, em um bate papo você diz quais as características do café identificou, à que lembra, etc. Na sequencia, é feita a harmonização com os itens escolhidos pelo time.
Os itens da harminização são incríveis porque, sem adição de açúcar, realçam e tornam o café mais doce!

Importante: Na degustação não existe certo/errado. As características que você identificar, são únicas e suas. O que para mim na primeira etapa remeteu a um sabor ‘terroso’, para um amigo, foi algo voltado à baunilha! Sabores e memórias são individuais!

Vale a pena fazer o teste e degustar. Os cafés da Starbucks tem características próprias e alguns diferenciais que valem a pena serem lembrados.
Ah, e não desanime por eles serem em grãos: A Starbucks mói o café de acordo com o método que você for passa-lo (Cada meio – cafeteira, prensa francesa, filtro de papel – tem uma granularidade específica), moer o grão na hora, preserva as propriedades e características de cada café!

Para quem gostar de café, é muito válido sentar 30min e desfrutar de sabores diferentes.
Para quem não gosta, faz um teste, quem sabe não encontra um café com características que te agradem?

2 Replies to “Degustação: Café Kenya – Starbucks

    1. Olá Léo!

      Haha, não, esse café é produzido pela Starbucks e tem o elefante como imagem, mas não é aquele produzido a partir das fezes do animal.
      Esse das fezes do elefante, do que conheço é produzido na Tailândia e chama “Black Ivory Coffee” ! Além do mais, é carérrimo! (mais de mil dólares!)

      Abraços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *