O que aconteceu com o ‘meu Ape’ ?

Confesso que as vezes ao falar disso ainda dói. Dói por todos os planos iniciados, todos os sonhos montados…
E esse é o principal motivo de que em 2016 o blog pouco produziu. Mas então: O que aconteceu com o ‘meu ape’?

Bom, a compra do apartamento foi o principal motivo de eu iniciar o blog. Queria viver na intensidade a compra do primeiro imóvel, todas as experiências de compra, definição, planejamentos e etc… e com isso vivi a experiência completa, com um distrato também! rs.

Pois é, nem tudo dá certo de primeira né?

A verdade é que depois de quase 3 anos de expectativa, acompanhamento de obra, definição de planta, projeto de decoração… passei por uma série de inconveniências com a construtora e a incorporadora: reports errados quanto à emissão do Habite-se, valores de contrato com juros incorretos, não disponibilização da memória de cálculo, e assim por diante.
Fiquei de Março/2016 à Maio/2016 tentando desesperadamente contato e negociação com a construtora. Até que optei pelo distrato, e inicialmente até aceitei o absurdo do valor de reembolso do pagamento da construtora (por contrato completamente fora de lei), mas nem assim consegui reaver o valor que me pertencia.

Sendo assim, hoje, eu não sou mais proprietária do ‘o apê do sexto’, porém, isso na teoria né? Porque como falei, a construtora sequer me respondia, um processo que deveria ocorrer em semanas, levou 4 meses sem retorno. Perdi tempo e dinheiro com a construtora. Dei um basta e entrei com um processo judicial junto à construtora, e agora estou na briga, na justiça com a construtora.
Como falei, vivi a experiência completa, então pensando pelo lado positivo: aprendi bastante com tudo isso.

Isso não quer dizer que o sonho acabou! Na verdade só postergamos um pouco… Estamos aguardando este processo ser finalizado, para reaver o que nos pertence e a partir dai, replanejar, pesquisar… pra logo logo colocar de pé, concreto e correto, o nosso novo cantinho!

E mudei mesmo… vim parar em Berlim!

Oie, sou a Pathi, irmã da dona do blog (E ai sis?) e queria contar pra vocês, que eu falei assim “Mãe, quero mudar tudo” e mudei mesmo… vim parar em Berlim! :p

A história é longa, mas basicamente, meu marido veio a trabalho e eu e meu filho viemos acompanhar ele. Na nossa família ainda tem duas cachorras, que ainda estão no Brasil e logo logo estarão aqui 🙂

Cheguei aqui em Berlim no final do inverno, com temperaturas que ficavam em -2 graus a noite e uns 5 graus de dia. Mas o vento era mega gelado e super cortante, o que fazia o frio ficar ainda maior!

image

 

Primeiras impressões

 

Assim que cheguei na Alemanha, achei tudo muito bonito e organizado. Pra começar, já achei maravilhoso que no aeroporto de Munique tinha bebidas quentes (café, chá, capuccino, chocolate quente) de graça no aeroporto!

Como eu estava com meu baby lá no aeroporto e estava só esperando a minha conexão para Berlim, eu não tirei foto (sorry!). Aliás, muitas vezes eu passo, admiro pacas alguma coisa e não tiro foto dela,  então acho que vai ser meio comum eu falar de alguma coisa e não postar foto tá? :p

Outra coisa que senti o impacto na hora, foi o frio! Apesar de estar no final do inverno, pra mim estava muito frio no geral! Eu me agasalhava bastante, as vezes não achava que ia estar tão frio e quando saía dava uma tremida básica, mas aos poucos, o clima foi esquentando e eu também fui me adaptando e prestando mais atenção ao clima para me vestir e principalmente, vestir o baby melhor 🙂

image

O primeiro bairro que fiquei aqui em Berlim, foi o Wedding. Ele é um bairro muito legal e parece ser bem residencial. E ai veio outra surpresa pra mim, mas que depois eu fui vendo que é comum em todos os bairros de Berlim: tem vários parquinhos para todos os lados que você vai! E isso é maravilhoso! Vou fazer um post só com fotos dos parquinhos que já passei 😉

Bom, acho que o idioma também é uma coisa meio assustadora no começo, rs. Eu falo inglês e quase nada de espanhol e sei pouquíssimas palavras em alemão, e quando cheguei aqui, achei que conseguiria falar numa boa inglês no geral, mas não é bem assim não 😛 As vezes você encontra pessoas que falam inglês (ou que pelo menos tentam) e eles falam contigo, explicam, são super legais! Mas as vezes… eles não falam nada de inglês, alguns soltam umas risadinhas de você tentar se comunicar, outros simplesmente não respondem, então acho que vai muito de cada um mesmo.

image

E pra finalizar, gostaria de dizer que não é uma primeira impressão, mas é bem esquisito estar tão longe dos meus pais e família. O que mais acho estranho (e sofri bastante nos primeiros dias), foi em saber que meu papis não estava muito bem e eu estava tãaaao longe. Isso mexeu bastante comigo e foi meio complicadinho no começo viu? Mas eu sou igual aquele ditado “Devagar e sempre” e mesmo que seja devagarinho, eu vou melhorando e me acostumando. Mas a saudade ainda ta grande aqui 😛

IMG-20160317-WA0003

E por enquanto é isso. Ainda quero comentar com vocês sobre moradias, animais, parques, comidas e vou postando mais conforme o tempo vai passando e vou pegando mais informações também 😉

Gostaram? Tem alguma experiência legal pra compartilhar?

Beijos

Reforma do Criado-Mudo – Parte 2 (finalmente pronto!)

Lembram que mostrei o processo de pintura do meu criado-mudo aqui ?

Pois é, terminei o post já dizendo que não estava achando legal o efeito, rs. A verdade é que a tinta deu o efeito que eu esperava, mas lembram que escolhi um acabamento fosco né?

Pois bem, já fica a dica para os projetos: madeira fosca é chata! Use apenas para móveis que você não terá um uso constante para apoios, etc. Ele risca fácil, suja fácil (ainda mais que é branco no meu caso, rs) e ele não limpa tão fácil quanto o brilhante, que dá um acabamento que permite a limpeza e suja menos.

E pensando nisso, resolvi continuar a personalização. Como a ideia era dar um toque mais descolado, resolvi personalizar, adicionar uns efeitos no criado. Pesquisa vai, pesquisa vem, optei por fazer um esquema com stencil, criando alguns diamantes vazados no tampo, em preto. Fiz alguns testes com stencio que eu mesma fiz usando sulfite, e ficou show. MAS, como testei em um modelo maior, e só 1 diamante, quando fui aplicar em um modelo menor, bom, nem preciso dizer que não deu certo né? hehe

Esqueci de fotografar como ficou a primeira vez que testei o stencil.. fiquei pensando em como resolver que pulei essa parte =

Enfim, como boa guerreira, e aprendiz do DIY comecei a pensar nas alternativas: Repintar o criado todo ou mudar mais ainda o criado. E claro que optei por mudar mais ainda! Mantive a idéia de utilizar stencil, só me programei melhor para usa-lo. Pintei todo o tampo de preto, cobrindo os diamantes ‘fail’ que fiz antes.
Depois, refiz o estêncil. Dessa vez corrigindo os erros anteriores: Fiz os diamantes maiores, mais espaçados e em uma única folha!

 

 

E para finalizar, coloquei novos puxadores. Originalmente eles eram um prata estranho, não achei nenhum modelo dourado legal. Mas eu mesma apliquei dourado neles  hehe (Spray é um vício!) . O dourado apliquei uma demão só, para que não ficasse muito chamativo… E o resultado final é esse:

 

Agora sim, criado-mudo concluído!

Como tive bastante tempo pra planejar, já emendei mais algumas novas idéias para as mudanças do quarto que andam me incomodando. Em breve os novos projetos =)

O início: Mudando o quarto! – Parte 1

A história é mais ou menos assim: meu quarto é pequenino, e não tem muito espaço, mas tenho a sorte de que não tenho um guarda-roupa nele. Mas notei que meu quarto era meio… apertado e faltava uma otimização de espaço além de não cumprir as expectativas: eu precisava de um canto para trabalhar!

Resolvi então começar a dar outro ar ao quarto, modificando várias coisas. Mas não queria gastar muito, e nem podia! Então resolvi além de tudo dar um up nos móveis que eu já tinha! (são móveis em madeira, vale a pena preservar!)

O quarto tinha essa carinha ai (as fotos estão meio escura pois foram tiradas no tablet, a noite!)

 

Comecei pelo básico. Tinta na parede, e o mais complicado, tinta na madeira! Até o momento, está com essa carinha ai:

 

Modifiquei: Cores na parede, posição dos móveis,  cores dos móveis.

Adicionei: Escrivaninha (com 2 cavaletes coisa-mais-linda! comprada na Meu móvel de madeira) e uma mega cadeira (sacomé né? Gente que trabalha com TI tem umas coisas de trabalhar de madrugada, merece uma cadeira boa! Que comprei no Extra!)

O que falta: O-U-S-A-D-I-A . Quero um ar mais divertido e vivo no quarto. Está tudo bem ‘branco no roxo’, falta uma cor, uma vida. Já estou com várias idéias que aos poucos vou colocando em prática! 

O processo de pintura dos móveis de madeira foi beeem trabalhoso, acho que foi o que mais demandou no quarto !

Em breve as idéias novas para essa Ousadia do quarto virão por ai! =)